Um diamante verde,amarelo,azul e branco


Hoje estou bem cansado, aliás esses dias estão sendo doloridos, mas tenho que me manter firme,e hoje não quero falar do meu desafio, tenho motivo para me fortalecer, quero primeiro parabenizar uma grande amiga, que admiro muito como atleta e ser humano, ela é a Jacqueline Terto, 44 anos nascida em Natal, Rio Grande do Norte,mora no Rio de Janeiro.


Depois de cruzar o deserto mais quente do planeta o Sahara no mês de outubro de 2010,ficando com a sétima colocação no geral feminino, ela foi para China enfrentar o deserto mais úmido e cheio de pedras do planeta, o deserto de Gobi, uma competição de auto-suficiência onde cada atleta, corre a distância de 250km em 7 dias, divididos em 6 etapas,na mochila os atletas levam comida para 7 dias, equipamentos de segurança, roupas e saco de dormir.



Esse ano, Jacqueline afirma, que a temperatura durante o dia, variou entre 44 e 50 graus, e a noite -3 graus.



Jacqueline enfrentou problemas no início da competição, pois sofreu com a adaptação do fuso horário, ela chegou na China na véspera da largada da prova, mas com a competência e garra de uma verdadeira brasileira, manteve o foco, e foi recuperando colocação dia a dia.



Finalmente ao final de 7 dias ela cruzava a linha de chegada, com a bandeira brasileira,como grande amiga, nas mãos, com um excelente terceiro lugar no geral feminino.



A prova contou com 152 atletas de 36 países, esse sucesso Jacqueline atribui ao sério e competente, trabalho de seu terapeuta corporal, Luiz Lacerda que com planilhas de treinos e técnicas alternativas fortalece a cada dia sua busca por resultados excelentes.



Jacqueline se inspira, no exemplo recebido diariamente de seus alunos com deficiências do programa, que ela coordena no complexo da maré(comunidade no Rio de Janeiro), aos quais tem dedicado boa parte de sua vida,visto que esta é pautada em ações que visem a resignificação social,de toda e qualquer,pessoa que apresente um contexto, necessitado de atenção.



Atende hoje 200 pessoas,com as mais variadas deficiências, todas essas pessoas oriundas do complexo da maré.



Para dar continuidade ao projeto ultramaratona com responsabilidade social, Jacqueline já começa a trabalhar seus próximos desafios, correr os desertos da Antártida e Atacama.



Jacqueline agradece,ao Cristian Nach,Claudia belleng,Professor Cacá-Personal Studio,Luiz Guilherme Teixeira, ao Terapeuta corporal Luiz Lacerda. e me agradece e diz que se inspirou na minha participação nos 4 desertos, eu me inspiro na força dela e do meu amigo Luiz Lacerda,que sempre me salvou de muitas situações difíceis nos meus desafios.



Eu posso dizer a todos, a Jacqueline é um verdadeiro diamante verde, amarelo, azul e branco, como muitos brasileiros sabe transformar chumbo em ouro, ela correu nas montanhas, de uma pedra preciosa chinesa, o Jade, mas mostrou para o mundo inteiro que aqui no Brasil, existe uma pedra preciosa, que a cada dia, vai se lapidando, e o seu brilho nos emocionando.



Meus sinceros parabéns a Jacqueline Terto e todas as pessoas, que a apoiam,e torcem por ela.



Para saber mais sobre os 4 desertos acessem http://www.racingtheplanet.com/

Contatos com Jacqueline  021 9346 3992  blog http://ultrainclusao.blogspot.com/