Um ano realmente incrível e desafiante

Comecei o ano correndo a prova mais difícil do Brasil a BR135 onde corri os 217 km em 63 horas, mas não peguei a medalha, pois tinha que completar em 60 horas. Senti o cansaço da grande travessia feita em 2007.


Mas me preparei e fui para a China correr o deserto de Gobi e completar os 250 km de montanhas e pedras em 63horas e 43 minutos, voltei com o pensamento no Sahara dormi acordei sempre pensando no deserto mais quente do planeta, e corri em outubro os 250km com 52 graus e muita areia em 51 horas e 17 minutos.


Tinha um desafio ainda maior o deserto da Antártida o mais gelado, 15 dias após correr o deserto mais quente do planeta fui para Antártida na estréia na neve e correr a uma temperatura de 37 graus negativos. Enfrentando os ventos fortes e a neve pesada e úmida junto com a falta de ar das montanhas.


Foi um ano realmente incrível onde tive que me superar para enfrentar situações muito difíceis de ser superado: subir uma montanha a 3.000 metros de altitude, sentir um calor escaldante onde a água parece nunca ser suficiente ou cair a cada minuto na neve pesada e úmida da Antártida foi momentos que jamais sairão da minha mente.


Assim como ter contato com pessoas nos lugares mais hostis do mundo. Agora terei 15 dias para relaxar e fazer um trabalho de recuperação do meu fisiológico vai curtir meu filho e minha família.



Tenho que agradecer a Crocs por proporcionar essas conquistas e toda torcida feita pelos amigos.
Reblog this post [with Zemanta]