Superando o sol e dores no ombro, etapa desafio em Macapá é concluída

A etapa que marcou a metade do desafio 24 h das capitais, no meio do mundo em Macapá, foi realizada de frente da Fortaleza de São José de Macapá até o complexo do Araxá.






O sol foi ficando forte e atingiu o seu ápice às 15 h, precisei prestar muita atenção na hidratação para não ficar desidratado,fora o sol uma dor forte no meu ombro e braço me fez seguir com um pouco mais de entrega e determinação para não desistir, na madrugada não tive nenhum corredor local correndo comigo, tive como parceiros na trilha o rio amazonas e a lua, além de pessoas que me viram na tv e vinham tirar fotos e caminhar ao meu lado.






Acabei pegando dicas da fisioterapeuta Karine Blanco e da médica Romana que ficaram toda a madrugada enviando de Boa Vista mensagens de apoio, coloquei um emplasto  para  minimizar a inflamação no braço e no ombro, até brinquei, as pernas estão correndo bastante toda semana e quem reclama são os braços,mas por conta de mudança constante levando toda minha logística.

Na etapa tive o suporte da acadêmia Energy Sport que montou uma tenda e os proprietários da acadêmia o Hanning e o Neto reuniu seus professores para me ajudar na alimentação, hidratação, alongamento, no início cada professor se revezou para correr ou andar ao meu lado, caso da Natália, Rafaela, Hércules, Romário, Igor, Ranildo, Gleicy,Manú entre outros.














A rafaela e o Hércules fizeram alongamentos às 14 h e as 20 h, só não tive uma fisioterapeuta na etapa por isso  agora vou tentar encontrar amanhã uma fisioterapeuta para cuidar do meu ombro.

A jornalista  Cássia Dias do jornal Diário do Amapá, além de ir cobrir o desafio também correu comigo por algumas horas.

A Tv Amapá afiliada da rede globo também fez toda cobertura da etapa em Macapá.

Corri 129 km não senti sono durante a noite, fui senti o cansaço e o sono às 8 h da manhã, mas o cenário do nascer do sol e da visão do rio amazonas, a imagem dos pescadores chegando com os pescados e o açaí e a chegada de amigos como o ultramaratonista Lauro fizeram eu driblar o sono.






















Quero agradecer a SKECHERS, TEGMA GESTÃO LOGISTICA, TELEX SOLUÇÕES AUDITIVAS e o apoio local da acadêmia ENERGY SPORTS e do HOTEL DO FORTE.