Prova de tirar o sono

Cheguei ao hotel oficial da prova,encontrei com muitos amigos, feitos em outros desertos,atletas da Itália,Singapura,França,Alemanha,Austrália,Canadá,Vietnam,China,Japão,EUA,África do Sul,entre outros.

O dia ficou chuvoso, e um pouco frio, meu estomago,ainda reclama um pouco, acho que pode ser a comida, ou somente a sensação de saber que essa prova pode ser uma das mais difíceis para o meu organismo.

Minha mochila foi checada e aprovada, meus exames médicos, e minha condição atual para a prova também foi aprovada pelos médicos.

Consegui deixar a mochila com 13 kg, mas tirei algumas coisas e ela chegou aos 11 kg, ainda um pouco pesada por ser uma prova na montanha, estou me sentindo um verdadeiro sherpa, mas esse peso vai cair, a cada hora que eu avançar na montanha, e aumentar o peso das pernas pelo ar que vai ficar mais escasso.

Confesso que me sinto, um iniciante hoje, tudo é muito fascinante, as pessoas tão gentis, do Nepal, o reencontro com os amigos de tantas outras provas, saber que estou em um lugar tão, mágico de uma natureza de tirar o folêgo, estou aprendendo muito, sentindo como meu corpo se comporta com tudo isso, só quero dizer que essa prova é de tirar o sono, mas não minha vontade de experimentá-la.

Hoje é a ultima noite no hotel, amanhã ficaremos sem comunicação, já dormindo na montanha no acampamento base, e no domingo, partimos para a primeira etapa.

Mando um beijão para meu filho Vinícius, minhas irmãs, minha namorada Maní, meus amigos,meu treinador Heróis Fung, todos fisioterapeutas e agradecer o patrocínio importante da Tegma e o apoio da Crocs.

Peço para que torçam por mim e pela Monica Otero, e todos os atletas participantes dessa épica corrida, Deus nos proteja.

Acompanhe e envie mensagens  pelo site http://www.racingtheplanet.com/

Namastê
Carlos Dias