Resistência, uma questão mental

Vejo muitas pessoas em diversas áreas da vida,relatarem a resistência, e sempre há uma grande tendência a limitar essa questão a parte física, e isso tenho constatado em meus projetos que a resistência real aquela que nos leva a vencer os obstáculos e atingir a meta desejada está diretamente ligada a força da mente e mais ainda como encaramos as adversidades a seguir segue uma fantástica experiência para nos ajudar a entender o que é resistência.

"No início do século XX , o explorador inglês Ernest Shackleton formou uma equipe para ser a primeira a chegar á Antárdida e atravessar o continente de trenó e esqui. Seu barco, o Endurance,encalhou em um banco de gelo flutuante e naufragou.Shackleton e a tripulação foram obrigados a desbravar o inverno ártico acampados nos bancos de gelo flutuante,enfrentando a morte iminente.Thomas Ordes-Lees,cientista da expedição, calculou com precisão,recorrendo a todos os dados de que dispunham,que estavam condenados a morrer ali. Seus fatos estavam bem-fundamentados,mas ele não levou em conta o único ingrediente que transcende as probabilidades- o espírito humano. A percepção da tripulação de quanto duraria a adversidade afetaria o quanto ela duraria. O otimismo implácavel do explorador e a capacidade de enxergar além da adversidade,apesar de todas as "prova"em contrário,fizeram com que ele sobrevivesse a todas essas probabilidades impossíveis. Rejeitando a derrota, Shackleton elaborou um plano.

Percorreram 10 quilometros em um pequeno bote salva-vidas no inverno ártico pelos maiores mares do planeta.Houve momentos em que o gelo se incrustava tanto no bote que ele começava a afundar.Foram atingidos por ondas altíssimas que cobriam o bote.A pele deles rachou devido á  água salgada,ficou coberta de bolhas, e a garganta ficou tão inconstantemente ensopadas e puídas, eos 17 meses de sobrevivência os levaram á beira da loucura.Porém por todo o caminhoele acreditava com fervor e comunicava que superariam aquela situação ruim.

 Sua capacidade de enxergar além de adversidades aparentemente duradoras permitiu que elas se abreviassem o máximo possível e eles sobreviveram para contar a história,que até hoje é considerada a mais heróica e fantástica fuga da morte já contada por qualquer expedição. Quando ao seu redor só havia desespero,ele enxergou além do pesadelo e previu o dia em que estariam em casa.Há histórias semelhantes entre os sobreviventes dos campos de concentração.A percepção de que, por pior que seja o presente, vai melhorar,ou que isso vai passar, foi essencial para a resistência deles, tanto durante quanto depois do pesadelo.

Quem encara a adversidade como duradoura sempre se fundamenta em provas de como tudo se arrastou em uma situação, talvez semelhante,do passado.De fato, um dos principais motivos para as pessoas que preveram que a mudança será excessivamente demorada é o fato de tê-lo sido no passado.As pessoas que aprenderam com a história e reconhecem que o presente não precisa ser assombrado pelo passado.Só a hipótese de que a adversidade seja curta pode torná-la curta. Trata-se do hoje, do presente, e do que vem depois.

Viver no passado ou temendo o futuro não incentiva á ação.

Não é preciso enfrentar a morte certa no gelo polar para perceber a importância da resistência.De certa forma, sentimos sua força com maior intensidade com o surgimento das adversidades mais humanas da vida cotidiana.

"A determinação dele era visível,o otimismo era contagioso.Sua capacidade de limitar a duração da adversadidade permitiu que continuasse animado e decidido.Isso é resistência. Se a reação dele fosse"Puxa, é o começo do fim",ou "jamais iremos conseguir", suas palavras  suas palavras seriam uma profecia auto-realizável".  

 

trecho do livro: Desafios e Oportunidades Autor -PaulG.Stoltz,Phd.

Eu em cada desafio que enfrentei sempre,tentei limitar a adversidade enfrentada e com isso seguir adiante,essa é a resistência que eu busco e acredito em cada desafio.  " Dentro de  todos nós há poços de pensamentos e dínamos de energia inexplorados até que surja uma emergência.Com frequencia,então,descobrimos que é comparativamente simples duplicar ou triplicar nossas antigas capacidade e nos maravilhar com os resultados obtidos.As quotas,quando nos são atribuídas por outrem,são desafios que nos incitam a superar a nós mesmos.Os líderes excepcionais de todas as eras foram aqueles que definiram suas próprias quotas e quase sempre as atingiam".

-Thomas J. Watson Sr.