Comrades Marathon 89km- África do Sul

[caption id="attachment_625" align="aligncenter" width="300" caption="Herói Fung e Valderez Silva "]Herói Fung e Valderez Silva [/caption]

Há 11 anos atrás eu estava em Durban África do Sul realizando o sonho de correr os 89km de subidas e descidas até Pietermaritizburg,ainda me lembro da emoção de entrar em um joquei club aplaudido por milhares de pessoas, até hoje sinto a energia do povo e guardo com carinho cada sorriso e abraço que recebi na prova, foi na Comrades que resolvi fazer da ultramaratona minha conexão com o mundo. Agora vejo meu treinador Herói Fung e a amiga de ultras Valderez  Silva realizarem seus sonhos na Comrades, além deles tivemos muitos brasileiros presentes na prova de 2009, eu dou meus parabéns a todos por mostrarem a força e magia do povo brasileiro em uma prova tão difícil para se completar. Valeu amigos ultra atletas .segue o relato da atleta Valderez Silva em sua primeira participação em uma ultra fora do Brasil.


OI Carlos! Boa Tarde !

 

Chegamos em DURBAN, na quinta à tarde, Fomos pegar os Kits, e acabou o dia.

Sexta fizemos um Tour,  no Museu da COMRADES, almoçamos, fomos dar um passeio, nas redondezas do Hotel, acabou o dia...

Sábado, fizemos  um trote, almoçamos e fomos descançar.

Não deu tempo para me adaptar a comida apimentada  e ao fuso.

Ficamos esses dias sem comer arroz e feijão, zzzzzzzz

 

Domingo: na Prova!

Deu a largada às 5h30  em ponto, saí no pelotão C, caminhamos alguns minutos até passar no tapete do chip, depois começamos à trotar, e foi assim até o 15km, depois começou melhorar o espaço entre um corredor e outro, e deu p/ aumentar um pouco o

ritmo, fui bem até o 50km, quando me deu náuseas e passei mal, vomitei tudo que comi no jantar e durante a prova. Faltava ainda, 39km........

 

Parei várias vezes, e assim fui caminhando e trotando até o final, nas subidas e descidas muito longas, , pensei que não fosse terminar. Mas fiquei feliz quando consegui completar dentro do prazo de 12h,  realizando em 9h29,  via muita gente passando por mim, e eu sem forças para alcançar.

Muita gente , também  caída ou sentada no caminho, contundidas e sem forças para continuar.

 

Também o que me ajudou muito,  na parte psicológica, foi a galera, muito legal, ver famílias, reunidas, desde o início da prova, ainda no escuro, algumas  famílias sentadas nas  cadeiras, fazendo fogueiras p/ esquentar pois  estava frio.

Praticamente o percurso inteirinho, torcendo e gritando,  BRASIL!!! e meu nome,  que estava estampado no número da prova e na camiseta junto com a Bandeira,  é  Emocionante!!!!! Indescritível, é  só estando correndo p/ sentir, cada momento da prova,

 

OBS.: Segunda, fomos p/ o Aeroporto às 4:00h da manhã, não foi fácil acordar e se deslocar, pois estava bem dolorida.......

 

Obrigada, Carlos Dias, pela Força e sua Energia Positiva.....


E vou voltar,  me aguarde.................

Bjs

 

Valderez Pereira da Silva


Herói Fung