É crucial ter concentração


Ao correr os 4 desertos (gobi-China,Sahara-Egito,Antártida-Pólo Sul e Atacama-Chile), tinha em mente uma grande estratégia que era manter a minha concentração na busca sempre constante, passei por climas extremos, solos de todo o tipo, pedra,areia,gelo,água,sal e lama. subidas íngrimes, descidas que exigiam muito de como pisar no solo.

Muita gente pensa que ao estar nesses ambientes, estamos correndo um risco absurdo de adquirir uma lesão ou mesmo morrer.

Eu digo que risco sempre iremos correr não importando onde estamos, um exemplo disso foi o meu treino ontem a tarde, ao sair de casa para fazer trabalho de fortalecimento na clinica do Dr. Joaquim Grava, eu sai correndo sem qualquer concentração de como estava correndo e como o solo estava a minha frente.

Estava dando uma pequena corrida, quando escorreguei em um plástico e tomei um tombo que faria muita gente dar risadas, minha sorte é que não havia ninguém por perto para assistir a cena hilária.

Como um atleta que enfrentou os lugares mais extremos do planeta, se deixa cair assim de maduro a 500 metros da sua casa em uma cidade como São Paulo?

Faltou simplesmente a concentração que levamos quando estamos em um ambiente que nos oferece risco real.

Portanto concentre-se não somente na competição , mas nos seus treinos, senão pode ter uma lesão indesejada a qualquer momento. Minha sorte é que só raspei meu braço.

Nos desertos consegui sair ileso sem lesões ou machucados, pois mesmo exausto minha concentração foi impecável.

Um abraço

Carlos Dias